Por que a prostatite é perigosa se não for tratada?

Quando um homem desenvolve prostatite, a primeira coisa que ele encontra é a negação. Parecia que isso poderia acontecer com qualquer um, mas não com ele.sintomas de prostatite em um homemNa verdade, essa é uma doença bastante popular, da qual muitos homens correm o risco de desenvolver após os 45 anos de idade. Pelo fato de a pessoa não conseguir chegar a um acordo com o diagnóstico por algum tempo, ele adia o tratamento em banho-maria, na esperança de que a doença desapareça por si mesma. Mas isso não acontece - sem a terapia certa, as consequências são apenas exacerbadas.

Como suspeitar de prostatite?

A prostatite é uma patologia na qual a próstata (próstata) fica inflamada. Ela é responsável pela produção de secreções que sustentam a motilidade e a vitalidade dos espermatozoides. Quando um órgão está inflamado, ele se torna incapaz de realizar suas funções, o que se manifesta pelos seguintes sintomas:

  • A micção torna-se difícil - o fluxo torna-se fraco, tem de ser espremido com esforço e o próprio processo é acompanhado por dor e queimação;
  • A relação sexual fica mais curta - devido à ejaculação acelerada e à dificuldade de controlá-la;
  • Deterioração da potência - com inflamação da próstata, queda da libido, ereção torna-se fraca e rara;
  • Há dor na virilha - geralmente piora após a relação sexual.
  • Não é possível conceber um filho mesmo com tentativas ativas - porque a qualidade do esperma diminui.

Todos esses sinais indicam que a próstata está inflamada. Isso acontece por vários motivos. Muitas vezes, o processo inflamatório se desenvolve no contexto de infecções genitais anteriores ou hipotermia. Também correm risco os homens que se movem pouco, fumam e raramente fazem sexo.

Quanto mais o homem adia o tratamento da doença, mais a prostatite progride. Em estágios avançados, pode levar a consequências graves para o organismo.

Complicações da prostatite

Então, qual é o perigo da prostatite? Em primeiro lugar, isso prejudica muito a qualidade da vida sexual de um homem. A potência nesta doença é perturbada, o paciente a princípio atribui tudo ao excesso de trabalho e ao estresse. Porém, quanto mais longe, mais difícil se torna conseguir uma ereção, e raros episódios de intimidade terminam muito rapidamente e não trazem o prazer esperado. Em casos avançados, pode até atingir disfunção erétil completa.

Além de enfraquecer a potência, se você não tratar a prostatite, poderá ver como a libido diminui gradativamente. Isso se deve ao fato de que o nível dos hormônios masculinos responsáveis pela excitação sexual diminui. A libido também pode cair por motivos psicológicos. Afinal, um homem de constantes fracassos fica nervoso, inseguro, ansioso.

Mesmo que a doença não tenha tido tempo de afetar a potência e o desejo sexual, ela "atinge" fortemente a função reprodutiva masculina. Como a secreção da próstata não é produzida na quantidade necessária, o esperma diminui e sua qualidade se deteriora. Há muito poucos espermatozoides viáveis nele, portanto, com prostatite avançada, 30-40% dos homens desenvolvem infertilidade.

Tudo isso é mais do que suficiente para ir ao médico aos primeiros sintomas da doença. Além disso, a prostatite e suas consequências podem ser ainda piores:

  • Esclerose da próstata - o órgão torna-se muito denso e diminui de tamanho, perdendo completamente sua funcionalidade.
  • Cistite e pielonefrite - um foco inflamatório da próstata passa para a bexiga e os rins.
  • Inflamação das vesículas seminais (vesiculite) - manifesta-se com prostatite avançada e rapidamente se espalha para os testículos, comprometendo a função sexual do homem.
  • O adenoma da próstata é uma proliferação benigna do tecido da próstata. Impede a ereção e o orgasmo, leva à infertilidade e pode degenerar em um tumor maligno.
  • Pedras dentro da glândula - acumulam-se com inflamação prolongada e provocam processos de estagnação.
  • Abscesso da próstata - ocorre com formas purulentas de inflamação e leva à decomposição e ruptura dos tecidos do órgão. É acompanhada de dor intensa, secreção de pus e sintomas de intoxicação geral.
  • O câncer de próstata é uma demonstração clara do que acontecerá se a prostatite crônica não for tratada. Com o curso prolongado da doença, as células do órgão tornam-se atípicas, formando-se a partir delas um tumor maligno. Isso leva ao fato de que a próstata deve ser completamente removida.

Características de tratamento

A escolha do tratamento depende da forma e gravidade da doença. Percebendo o perigo da prostatite aguda, o médico geralmente sugere que o paciente seja tratado em um hospital. Medicamentos antimicrobianos e antibióticos são prescritos, enquanto os medicamentos e sua dosagem são selecionados individualmente.

Quando uma pessoa é diagnosticada com prostatite crônica, as consequências muitas vezes se manifestam, portanto, um tratamento complexo é necessário. Durante o período de exacerbação, o paciente pode ficar no hospital. Os medicamentos são prescritos levando-se em consideração a complexidade do caso - muitas vezes é necessário levar imunomoduladores, angioprotetores e outros medicamentos junto com os antibióticos. Também é recomendável reconsiderar o estilo de vida - mexer-se mais, seguir uma dieta alimentar.

Na clínica, a prostatite é diagnosticada com alta precisão, e seu tratamento é selecionado individualmente para o paciente. Os médicos tentam restaurar ao máximo a saúde do homem e a qualidade de sua vida sexual. Para fazer o teste, inscreva-se para uma consulta com um urologista!